Última hora
This content is not available in your region

OMC pede posição comum sobre levantamento de patentes

euronews_icons_loading
OMC pede posição comum sobre levantamento de patentes
Direitos de autor  Fabrice Coffrini/AP
Tamanho do texto Aa Aa

A Organização Mundial do Comércio (OMC) quer que a comunidade internacional resolva as divergências sobre as patentes das vacinas contra a covid-19, para garantir um acesso equitativo e rápido aos países em desenvolvimento.

Em declarações à Euronews, a Diretora-Geral da OMC disse que o seu trabalho é reunir os membros da organização para negociarem um texto que conduza a uma solução pragmática. Para Ngozi Okonjo-Iweala, é preciso lidar com as desigualdades na distribuição da vacina e, ao mesmo tempo, manter a aposta na investigação e na inovação. Okonjo-Iweala considera que a proposta dos Estados Unidos, que defende o levantamento das patentes, dá um impulso às negociações".

Nas reacões internacionais à decisão dos Estados Unidos, a Alemanha afasta-se da União Europeia e mostra oposição ao levantamento de patentes. Em comunicado, o governo alemão afirmou que a proteção à propriedade intelectual “é fonte de inovação e deve continuar a sê-lo no futuro”.

O presidente russo considera que proposta norte-americana respeita as regras da OMC previstas para os casos de emergência. Vladimir Putin, garantiu que Moscovo vai trabalhar “incondicionalmente” nesta abordagem.

Esta sexta-feira, a diretora geral da Unesco disse que o levantamento de patentes "pode salvar milhões de vidas e servir de modelo para o futuro da cooperação científica". Audrey Azoulay lembrou que nenhum país estará seguro até que toda a população mundial tenha acesso à vacin