Última hora
This content is not available in your region

Israel vai “intensificar” os ataques contra o Hamas

De  Euronews com LUSA
euronews_icons_loading
Benjamin Netanyahu
Benjamin Netanyahu   -   Direitos de autor  Amit Shabi/AP
Tamanho do texto Aa Aa

Benjamin Netanyahu garantiu esta terça-feira que vai “intensificar o poder dos ataques” contra o Hamas.

Num vídeo divulgado pelos serviços do primeiro-ministro israelita, no final de uma reunião sobre segurança no sul de Israel, Netanyahu declarou que desde ontem o exército realizou centenas de ataques contra o Hamas e a Jihad Islâmica em Gaza, adiantando que o Hamas “vai receber uma tareia que não esperava”.

O anúncio de Benjamin Netanyahu acontece depois da morte de duas mulheres israelitas, atingidas por de tiros de 'rocket' disparados a partir da Faixa de Gaza. O Hamas confirmou o lançamento, esta terça-feira, de 137 ‘rockets’ em “cinco minutos” contra duas cidades vizinhas no sul de Israel, com o objetivo de furar o escudo antimíssil.

Escalada de violência

A tensão em Jerusalém Oriental e os confrontos na Cidade Velha intensificaram nas últimas semanas. Na segunda-feira, a violência aumentou com o lançamento de ‘rockets’ desde a Faixa de Gaza e ataques aéreos israelitas contra este território palestiniano.

Segundo o último balanço do Ministério da Saúde em Gaza, pelo menos 26 palestinianos – incluindo nove crianças e uma mulher – foram mortos em Gaza e há centenas de feridos. Do lado de Israel, para além das duas vítimas mortais, há pelo menos 10 feridos.

Os Estados Unidos da América e a União Europeia repetem os apelos à calma na região. A ONU diz estar "profundamente preocupada" com o aumento da violência. A Liga Árabe responsabiliza Israel pela escalada de violência e pede uma intervenção urgente da comunidade internacional.