Última hora
This content is not available in your region

Marine Le Pen mantém liderança da União Nacional

De  Nara Madeira com AFP, EVN
euronews_icons_loading
Marine Le Pen mantém liderança da União Nacional
Direitos de autor  RAYMOND ROIG / AFP
Tamanho do texto Aa Aa

Apesar do mau resultado nas eleições regionais francesas a União Nacional de Marine Le Pen voltou a dar-lhe um voto de confiança.

Em congresso a líder da extrema-direita gaulesa voltou a ser aclamada e aplaudida e mantém a gestão do destino da formação.

Apesar da derrota eleitoral Le Pen fez um discurso de vitória. Perante uma plateia entusiasta afirmou que "uma década depois de ser eleita, não se pode deixar de reconhecer que num mundo em total convulsão, entre as ruínas da ordem antiga, num cenário político em constante mudança quando tudo é incerto e incessantemente posto em causa", conseguiram afirmar-se "como um centro de fiabilidade, estabilidade e", acredita Le Pen, "de confiança para milhões dos seus compatriotas".

A única vitória recente, para Marine LePen, foi a assinatura de uma declaração de intenção, de dezasseis partidos, de extrema-direita e conservadores europeus, com vista à criação de uma "grande aliança no Parlamento Europeu" para, dizem, evitar "uma Europa sem nações". O grupo conta ainda com figuras como o italiano Matteo Salvini ou o húngaro Viktor Orbán.

Os signatários do documento fazem, atualmente, parte de diferentes grupos parlamentares. Este passo é o primeiro para a formação de um novo, mais à direita.