Última hora
This content is not available in your region

Boris Johnson pede responsabilidade face ao clima

Access to the comments Comentários
De  Euronews
euronews_icons_loading
Boris Johnson pede responsabilidade face ao clima
Direitos de autor  Eduardo Munoz/AP
Tamanho do texto Aa Aa

O discurso de Boris Johson na Assembleia geral da ONU foi centrado nas mudanças climáticas.

A pouco mais de um mês do início da COP26, na Escócia, o primeiro-ministro britânico diz que é tempo de se assumirem responsabilidades.

"A cimeira COP26 de Glasgow é o ponto de viragem para a Humanidade. Temos de limitar o aumento das temperaturas, cujos efeitos terríveis foram visíveis ainda este Verão. Temos de nos unir para alcançamos coletivamente a idade adulta. "

Este discurso junta-se aos apelos de António Guterres na sequência do último relatório da ONU que conclui que é impossível limitar o aquecimento global a 1,5°C sem reduções imediatas e maciças das emissões de gases com efeito de estufa.

Com base nos compromissos dos estados que assinaram o acordo de Paris, tudo deveria estar a ser feito para limitar o aquecimento a 1,5 graus, mas Guterres advertiu que "o mundo está num caminho catastrófico para uma subida de 2,7°C e, sem uma mudança na "trajetória", a COP26 na Escócia pode marcar mais fracasso.

Para além de pressionar os governos a reduzirem as metas de redução de emissões, Boris Johnson pediu aos líderes dos países mais ricos mais dinheiro para ajudar os países pobres a tornarem as suas economias mais sustentáveis e amigas do ambiente.