EventsEventos
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Bielorrússia acusa Ocidente de 'orquestrar' crise migratória

Bielorrússia acusa Ocidente de 'orquestrar' crise migratória
Direitos de autor Yury Kochetkov/AP
Direitos de autor Yury Kochetkov/AP
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Rússia concorda e anuncia reforço da cooperação com governo de Minsk

PUBLICIDADE

A Bielorrússia acusa os países do Ocidente de "orquestrarem" a crise migratória que se vive na fronteira com a Polónia.

O governo de Varsóvia acusa o de Minsk de encorajar os refugiados a “minar” a fronteira sudeste da União Europeia. Esta quarta-feira, o chefe da diplomacia bielorrussa encontrou-se com o homólogo russo e disse que o seu país tem enfrentado um “ataque em massa, a vários níveis e em todas as frentes”

Vladimir Makei disse que as acusações de que a Bielorrússia está de alguma forma por detrás de todos estes fluxos migratórios, são “absolutamente infundadas”. “A rota mediterrânica funciona sem quaisquer problemas, o mesmo acontece com a rota dos Balcãs e só a Bielorrússia está presa como um osso na garganta”, sublinhou.

Sergey Lavrov concordou e disse que Minsk e Moscovo “reforçaram a colaboração para contrariar uma campanha contra a Bielorrússia lançada por Washington e pelos seus aliados europeus em organizações internacionais". "Os chamados jovens países europeus continuam a arrastar a Europa - tanto no quadro da União Europeia como da Nato - para uma escalada de confrontos com a Rússia e com a Bielorrússia”, disse Lavrov. O chefe da diplomacia russa espera que “os países europeus responsáveis, especialmente os chamados "grandes europeus” demonstrem força de vontade e não se deixem arrastar para esta espiral interminável que pode revelar-se muito perigosa".

Milhares de migrantes que querem entrar na Polónia continuam concentrados na fronteira com a Bielorrússia. Nos últimos dias, soldados polacos e bielorrusos foram destacados para o local aumentado os receios de uma escalada de violência.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Novas sanções à Bielorrússia vão visar companhias aéreas e agências de viagens

Paraquedistas russos na fronteira Polónia-Bielorrússia

Países europeus querem construir muros nas fronteiras com a Bielorrússia