This content is not available in your region

França prepara-se para assumir presidência da UE

Access to the comments Comentários
De  Euronews
euronews_icons_loading
Jean-Yves Le Drian à saída do Palácio do Eliseu
Jean-Yves Le Drian à saída do Palácio do Eliseu   -   Direitos de autor  EPA/Yoan Valat

Será no dia 1 de janeiro que a França assume oficialmente a presidência rotativa da União Europeia detida pela Eslovénia

Mas esta é a altura de atos simbólicos, como aquele protagonizado em Paris pelos responsáveis diplomáticos dos dois países, em forma de apresentação de prioridades.

Vamos defender o Estado de Direito em toda a união.
Jean-Yves Le Drian
Ministro dos Negócios Estrangeiros francês

"A nossa presidência vai declinar a soberania em três palavras de ordem: relançamento, poder, pertença. Vamos preparar-nos para enfrentar as pandemias de amanhã, rearmar a nossa indústria, defender o Estado de Direito em toda a união e, obviamente, reforçar a defesa europeia", declarou** Jean-Yves Le Drian**, ministro dos Negócios Estrangeiros francês. 

"O meu homólogo apresentou-me as prioridades francesas para a presidência do Conselho da União Europeia. São prioridades ambiciosas e representam, em várias aspetos, a continuidade do trabalho iniciado na nossa presidência. Não é por acaso. Temos trabalhado de mãos dadas", apontouAnže Logar, responsável diplomático esloveno.

Com as eleições presidenciais em abril, a oposição francesa já lançou alertas e avisa estar vigilante sobre qualquer tentativa de instrumentalização política por parte da campanha de Emmanuel Macron.