This content is not available in your region

Dinamarca arrenda 300 celas prisionais no Kosovo por dez anos

Access to the comments Comentários
De  Euronews
euronews_icons_loading
Dinamarca arrenda 300 celas prisionais no Kosovo por dez anos
Direitos de autor  HENNING BAGGER / SCANPIX DENMARK / SCANPIX / AFP

Os governos do Kosovo e da Dinamarca assinaram um acordo de arrendamento de 300 celas prisionais. A Dinamarca tenta aliviar a superlotação das prisões enviando para o Kosovo 300 reclusos estrangeiros sujeitos a deportação após cumprimento da pena.

O negócio vai render ao Kosovo 210 milhões de euros, nos próximos dez anos.

O acordo foi anunciado pela ministra kosovar da Justiça, Albulena Haxhiu, que afirmou que "os condenados que serão transferidos da Dinamarca não serão de alto risco".

A República do Kosovo foi avaliada como uma parte séria na ideia de transferir os condenados que se encontram atualmente em instalações correcionais no Reino da Dinamarca. A boa administração das instituições penitenciárias, o avanço do respeito pelos direitos das pessoas privadas de liberdade e a capacidade de alojamento adequado das instituições penitenciárias foram também elogiados por instituições internacionais de Direitos Humanos credíveis.

"A disponibilidade da Dinamarca para confiar a transferência de prisioneiros para o Kosovo demonstra o progresso que o nosso país fez no respeito pelos direitos humanos e o nosso empenho em promover reformas do Estado de direito e em elevar as nossas relações a um nível muito elevado", disse Albulena Haxhiu, após a assinatura do acordo.

Espera-se que o documento seja agora ratificado pela Assembleia do Kosovo.

O Ministro da Justiça da Dinamarca, Nick Haekkerup, agradeceu ao Kosovo pelo arrendamento das celas. Após a assinatura do acordo, numa conferência de imprensa, explicou que o acordo ajudará este Estado a resolver o problema orçamental.

O ministro referiu que foram contactados vários países, mas que o Kosovo foi o primeiro país a reagir positivamente.

Segundo o governo do Kosovo, o dinheiro deste negócio será aplicado no desenvolvimento de energias renováveis.