EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Mauritânia trava avanço do deserto com a "Grande Muralha Verde"

Mauritânia trava avanço do deserto com a "Grande Muralha Verde"
Direitos de autor euronews
Direitos de autor euronews
De  euronews
Publicado a Últimas notícias
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Projeto é uma barreira natural para conter areias do Saara.

PUBLICIDADE

O projeto que pode salvar África: a plantação de uma "Grande Muralha Verde" na Mauritânia, uma muralha de árvores para travar as areias do deserto que aos poucos estão a consumir casas e campos agrícolas.A "Muralha Verde" está agora a ser implementada em mais de 20 países africanos.

As alterações climáticas e a desertificação são das maiores ameaças ao bem-estar das pessoas que lutam para conter o avanço das areias do deserto do Saara. O projeto começou em 2007 com o objetivo de criar um cinturão de árvores por toda a vasta região do Sahel até 2030.

É um programa de desenvolvimento rural integrado - que combina tanto os objetivos de preservação do ambiente, como os objetivos de criação de pólos de desenvolvimento rural, para melhorar as condições de vida das populações rurais, principalmente das mais vulneráveis.
Marieme Bekaye
Ministra do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável da Mauritânia

No entanto, à medida que as temperaturas aumentaram e com a falta de chuva, milhões de árvores plantadas morreram. A Mauritânia é um dos onze países selecionados como zonas de intervenção deste projeto da "Grande Muralha Verde". O país necessita de ação urgente, porque há cada vez mais casas a desaparecer debaixo das dunas.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

As bibliotecas do deserto do Saara

UE apresenta na Mauritânia pacote de luta contra a migração ilegal

Em Viena, 300 pessoas batem o recorde de banhos de gelo na Áustria