This content is not available in your region

Dinamarca regressa à "normalidade"

Access to the comments Comentários
De  Euronews  com AP
euronews_icons_loading
Dinamarca regressa à "normalidade"
Direitos de autor  Liselotte Sabroe/Ritzau/Scanpix

A Dinamarca é o primeiro país da União Europeia a levantar as restrições relacionadas com a covid-19. A medida, que entra hoje em vigor, foi justificada com que a elevada taxa de vacinação e com o facto da variante Ómicron ser menos agressiva.

O país com 5,8 milhões de habitantes registou nas últimas semanas mais de 50 mil casos diários, mas o número de pessoas nas unidades de cuidados intensivos diminuiu.

Nas ruas, a maioria concorda com a medida principalmente porque as máscaras vão deixar de ser obrigatórias. Alguns falam de uma “doença inofensiva”.

As autoridades sanitárias têm em conta os vacinados e quem esteve infetado recentemente, para dizer que 80% da população está protegida contra as formas graves da doença.

Dois anos depois do início da pandemia, a estratégia do governo recebe o apoio dos dinamarqueses. Numa sondagem revelada esta segunda-feira pelo daily Politiken,64% dos inquiridos concordam com a estratégia do executivo na luta contra a covid-19.