EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Borrell diz que Rússia comete crime de guerra massivo em Mariupol

Josep Borrell na abertura do encontro de chefes da diplomacia da UE em Bruxelas
Josep Borrell na abertura do encontro de chefes da diplomacia da UE em Bruxelas Direitos de autor KENZO TRIBOUILLARD/AFP or licensors
Direitos de autor KENZO TRIBOUILLARD/AFP or licensors
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Chefes da diplomacia da UE estão reunidos em Bruxelas para debater fortalecimento de sanções contra Moscovo

PUBLICIDADE

A União Europeia sobe de tom na condenação da invasão russa da Ucrânia. 

Na abertura da reunião dos ministros dos Negócios Estrangeiros dos Vinte e Sete em Bruxelas, durante a qual serão debatidas novas sanções contra Moscovo, o chefe da diplomacia europeia, Josel Borrell, não poupou críticas às ações do regime e Exército russo: 

"A Rússia está a cometer muitos crimes de guerra. São essas as palavras, temos de dizê-lo. O que está a acontecer em Mariupol é um crime de guerra massivo. Destruir tudo, bombardear e matar todos de forma indiscriminada. É algo terrível e temos de condená-lo da forma mais forte possível. É um crime de guerra, um crime de guerra massivo que está a ser cometido em Mariupol. A cidade está completamente destruída e as pessoas estão a morrer."

Borrell deixou entender que um dos setores onde o bloco comunitário poderá fortalecer as sanções é o da energia.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Ocidente investiga relatos de ataque químico a Mariupol

Cruz Vermelha com dificuldade em entrar em Mariupol

Zelenskyy assina acordo em Bruxelas antes de viajar para Lisboa esta terça-feira