This content is not available in your region

Borrell diz que Rússia comete crime de guerra massivo em Mariupol

Access to the comments Comentários
De  Euronews
euronews_icons_loading
Josep Borrell na abertura do encontro de chefes da diplomacia da UE em Bruxelas
Josep Borrell na abertura do encontro de chefes da diplomacia da UE em Bruxelas   -   Direitos de autor  KENZO TRIBOUILLARD/AFP or licensors

A União Europeia sobe de tom na condenação da invasão russa da Ucrânia. 

Na abertura da reunião dos ministros dos Negócios Estrangeiros dos Vinte e Sete em Bruxelas, durante a qual serão debatidas novas sanções contra Moscovo, o chefe da diplomacia europeia, Josel Borrell, não poupou críticas às ações do regime e Exército russo: 

"A Rússia está a cometer muitos crimes de guerra. São essas as palavras, temos de dizê-lo. O que está a acontecer em Mariupol é um crime de guerra massivo. Destruir tudo, bombardear e matar todos de forma indiscriminada. É algo terrível e temos de condená-lo da forma mais forte possível. É um crime de guerra, um crime de guerra massivo que está a ser cometido em Mariupol. A cidade está completamente destruída e as pessoas estão a morrer."

Borrell deixou entender que um dos setores onde o bloco comunitário poderá fortalecer as sanções é o da energia.