EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Guerra na Ucrânia faz subir em flecha preços dos alimentos

Famílias iemenitas recebem rações de farinha e outros alimentos de base
Famílias iemenitas recebem rações de farinha e outros alimentos de base Direitos de autor SALEH AL-OBEIDI/AFP or licensors
Direitos de autor SALEH AL-OBEIDI/AFP or licensors
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Conflito é grande responsável por valores recorde registados em Março

PUBLICIDADE

Os preços dos alimentos de base atingiram, em Março, os níveis mais altos desde o início dos anos 90, quando foi criado o índice da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO). Os países mais pobres são os mais afetados.

A FAO diz que a forte subida nos preços dos cereais e óleos vegetais deve-se "em grande parte" à guerra na Ucrânia.

A Ucrânia e a Rússia estão entre os principais exportadores mundiais de trigo, girassol e milho e o conflito não só perturbou as exportações como ameaça as futuras colheitas e o impacto faz-se sentir também nos países ricos, nomeadamente com produtores de gado e consumidores a sentirem no bolso os aumentos dos preços.

As previsões são tão pessimistas que o secretário-geral da ONU, António Guterres, avisou há várias semanas que, se a situação se mantiver, o planeta pode ser atingido por um furacão de fome com o risco de colapso do sistema alimentar mundial.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Preços dos alimentos continuam a descer

Inflação: "Culpa é do Ocidente", diz Putin

Sarajevo lembra "corajoso povo ucraniano"