This content is not available in your region

Ucrânia recupera território em Kharkiv mas no Donbass é a Rússia que avança

Access to the comments Comentários
De  Bruno Sousa
euronews_icons_loading
Forças ucranianas recuperam território em Kharkiv
Forças ucranianas recuperam território em Kharkiv   -   Direitos de autor  Imagem de vídeo da AP

"A guerra só acaba quando o povo ucraniano recuperar o que lhe pertence." As palavras são de Volodymyr Zelenskyy, durante uma conversa com estudantes universitários franceses, as ações dos soldados ucranianos, que na região de Kharkiv têm vindo a recuperar território às forças russas.

Roman Grishenko, comandante da 127.ª brigada de Defesa Territorial da Ucrânia, revela o motivo do sucesso:

"A maior parte dos combatentes da defesa territorial foi recrutada numa zona específica e para missões específicas. A vantagem disto é que os meus subordinados não precisam de mapas, o mapa está na cabeça deles. Conhecem a região porque já aqui estavam antes. Esta é a nossa força."

O sucesso não se estende a todo o território e o avanço dos russos na região do Donbass levou as forças ucranianas a destruir duas pontes.

Em Kherson, imagens divulgadas pelo Ministério da Defesa da Rússia mostram a distribuição de ajuda humanitária por parte dos militares que controlam a cidade desde abril. A nova administração local anunciou que tem intenção de pedir a anexação da Rússia, sem realizar qualquer referendo.

Por consequência, Moscovo foi obrigado a alterar o discurso. Se antes, a narrativa era de que os russos não tinham interesse no território ucraniano, agora o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, já veio esclarecer que terão de ser os habitantes locais a decidir se querem juntar-se à Rússia, avisando no entanto que a decisão precisa de ter base legal.

Em Donetsk, o dia foi de celebração, com os separatistas a assinalarem o oitavo aniversário da autoproclamação da independência, lembrando o mundo que aqui, a guerra começou muito antes da invasão russa de 24 de fevereiro.