This content is not available in your region

Gazprom corta gás aos Países Baixos

Access to the comments Comentários
De  euronews
euronews_icons_loading
Gazprom corta gás aos Países Baixos
Gazprom corta gás aos Países Baixos   -   Direitos de autor  BTA Lubomira Filipova/ Associated Press

A Gazprom prepara-se para cortar o fornecimento de gás aos Países Baixos nesta terça-feira. O país recusa-se a aceitar a exigências do Kremlin de pagar em rublos e a Rússia fecha a torneira.Numa declaração, o fornecedor público dos Países Baixos GASTERRA explicou que o pagamento em rublos corre o risco de violar as sanções impostas pela União Europeia. O corte vai afetar um contrato válido até outubro no valor de 2 mil milhões de metros cúbicos de gás.

O cenário repete-se em relação à empresa de gás Orsted da Dinamarca. O prazo para pagar em rublos termina na terça-feira e o conselho de administração já deixou claro que pretende continuar a pagar em euros. O contrato com a Gazprom garante a maior parte do gás consumido na Dinamarca.

A verificar-se este corte, Dinamarca e os Países Baixos ficam na mesma situação da Polónia, Bulgária e Finlândia que já viram o abastecimento da Gazprom cortado, por recusa no pagamento em rublos. Com a imposição das primeiras sanções, devido à invasão da Ucrânia, Vladimir Putin ordenou que os pagamentos do gás fossem feitos em rublos para reforçar o sistema financeiro russo.