Gazprom corta gás aos Países Baixos

Gazprom corta gás aos Países Baixos
Gazprom corta gás aos Países Baixos Direitos de autor BTA Lubomira Filipova/ Associated Press
De  euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Recusa do pagamento em rublos leva à interrupção do fornecimento.

PUBLICIDADE

A Gazprom prepara-se para cortar o fornecimento de gás aos Países Baixos nesta terça-feira. O país recusa-se a aceitar a exigências do Kremlin de pagar em rublos e a Rússia fecha a torneira.Numa declaração, o fornecedor público dos Países Baixos GASTERRA explicou que o pagamento em rublos corre o risco de violar as sanções impostas pela União Europeia. O corte vai afetar um contrato válido até outubro no valor de 2 mil milhões de metros cúbicos de gás.

O cenário repete-se em relação à empresa de gás Orsted da Dinamarca. O prazo para pagar em rublos termina na terça-feira e o conselho de administração já deixou claro que pretende continuar a pagar em euros. O contrato com a Gazprom garante a maior parte do gás consumido na Dinamarca.

A verificar-se este corte, Dinamarca e os Países Baixos ficam na mesma situação da Polónia, Bulgária e Finlândia que já viram o abastecimento da Gazprom cortado, por recusa no pagamento em rublos. Com a imposição das primeiras sanções, devido à invasão da Ucrânia, Vladimir Putin ordenou que os pagamentos do gás fossem feitos em rublos para reforçar o sistema financeiro russo.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Governo dos Países Baixos quer redução drástica de emissões poluentes

Tribunal dos Países Baixos ordena que governo neerlandês suspenda venda de peças de F-35 a Israel

O que está por trás da viragem dos Países Baixos para a extrema-direita?