Irão retira câmaras de vigilância do programa nuclear

Access to the comments Comentários
De  Euronews
Imagem de satélite da central de Natanz, Irão
Imagem de satélite da central de Natanz, Irão   -   Direitos de autor  Planet Labs PBC/AP

O Irão anunciou o desmantelamento de 27 câmaras de vigilância da Agência Internacional de Energia Atómica em várias das instalações nucleares do país. Uma das centrais em questão é a de Natanz, onde existe uma grande instalação de enriquecimento de urânio, que tanto pode ter um fim civil como militar.

Um motivo de grande preocupação, segundo o diretor-geral da AIEA, Rafael Grossi:

"Estão a ser retiradas 27 câmaras no Irão, de um sistema de vigilância de enriquecimento [de urânio] que temos ali. Isto significa , claro, um grande desafio para a nossa capacidade de continuar a trabalhar ali e confirmar que o Irão está a respeitar o acordo."

Grossi explicou que dentro de três ou quatro semanas, os inspetores deixarão de poder verificar os avanços do programa nuclear iraniano.

A decisão de Teerão foi tomada um dia depois da resolução do Conselho de Governadores da AIEA, que criticou a falta de cooperação do Irão com os inspetores internacionais.

As autoridades iranianas tinham suspendido a 23 de fevereiro o pleno acesso dos peritos ao seu programa nuclear.