This content is not available in your region

46 clandestinos encontrados mortos num camião no Texas

Access to the comments Comentários
De  euronews
euronews_icons_loading
O sul do Texas é uma das principais portas de entrada de migrantes clandestinos nos EUA
O sul do Texas é uma das principais portas de entrada de migrantes clandestinos nos EUA   -   Direitos de autor  Eric Gay/AP

Entrada clandestina nos Estados Unidos (EUA) termina em tragédia. Quarenta e seis pessoas foram encontradas mortas dentro de um atrelado de um camião, en San António, na fronteira do Texas com o México. 16 foram levadas para o hospitral com sintomas de exaustão e desidratação.

O camião frigorífico estava abandonado desligado numa estrada remota e pouco utilizada, sem água no interior. As autoridades estão a tratar do caso como uma tentativa de contrabando de migrantes. Foram detidos três indivíduos, mas não foi ainda deduzida acusação de tráfico de seres humanos.

"Isto não é nada menos do que uma horrível tragédia humana," disse o Presidente da Câmara de San Antonio, Ron Nirenberg, acrescentando que os 46 que morreram tinham família e, "provavelmente, estavam a tentar encontrar uma vida melhor".

O Sul do Texas tem sido a zona mais utilizada para a entrada ilegal nos EUA a partir do México. 

As Alfândegas e Proteção de Fronteiras dos EUA comunicaram 557 mortes na fronteira sudoeste no período de 12 meses que terminou a 30 de setembro de 2021, mais do dobro das 247 mortes comunicadas no ano anterior e a mais elevada desde que há registos. A maioria está relacionada com a exposição ao calor.

As autoridades ainda não divulgaram os números de 2022, mas sabe-se que a Patrulha de Fronteira realizou 14.278 "missões de busca e salvamento" num período de sete meses até Maio, excedendo as 12.833 missões realizadas durante o ano anterior.