This content is not available in your region

Encontrar desaparecidos nos alpes italianos "é uma possibilidade muito remota"

Access to the comments Comentários
De  euronews
euronews_icons_loading
AP
AP   -   Direitos de autor  أ ب

Foram localizadas sete pessoas que tinham sido dadas como desaparecidas nos Alpes italianos, depois da queda do glaciar que aconteceu este domingo e que tirou a vida a sete alpinistas e deixou outros oito feridos.

"Encontrar alguém vivo neste tipo de situação é uma possibilidade muito remota."
Alex Barattin
Alpinista da Equipa de Resgate

Continuam no entanto as buscas por cinco italianos. A equipa de resgate considera difícil encontrar as cinco pessoas com vida.

"Temos que ser claros, encontrar alguém vivo neste tipo de situação é uma possibilidade muito remota, muito remota", afirmou Alex Barattin, alpinista que faz parte da equipa de resgate. "Uma avalanche tem um impacto muito grande nas pessoas, então a possibilidade é muito, muito limitada.", disse. 

Alterações climáticas por detrás da queda do glaciar

O glaciar terá desprendido devido à temperatura elevada. Os cientistas não têm duvidas de que este tipo de fenómenos acontece devido às às alterações climáticas e que pouco se pode fazer a curto prazo. 

"Podemos fazer muito pouco a curto prazo, porque os glaciares estão, de facto, a sofrer com o clima, que é muito quente.", afirmou Harry Zekollary, cientista. "O que devemos fazer é perguntarmo-nos o que se pode fazer na segunda parte do século.", disse o cientista. 

O calor terá formado uma bolsa de água debaixo do glaciar, o qual acabou por não aguentar o próprio peso. A ameaça persiste. O terreno é instável e um novo desprendimento não é descartado pelas autoridades. Para já, a montanha está encerrada para qualquer atividade.