This content is not available in your region

Presidente dos EUA diz que Trump é uma ameaça às fundações do país

Access to the comments Comentários
De  Euronews
euronews_icons_loading
Presidente dos EUA, Joe Biden
Presidente dos EUA, Joe Biden   -   Direitos de autor  JIM WATSON/AFP or licensors

A dois meses das eleições intercalares de novembro, o Presidente norte-americano, Joe Biden, foi a Filadélfia, berço dos Estados Unidos, para, num discurso televisivo em horário nobre, atacar o "trumpismo".

No discurso desta quinta-feira, Biden acusou a "ideologia extrema" de Donald Trump e dos seus apoiantes de serem uma "ameaça" às fundações do país.

 às fundações do pa7'' SOUNDBITE - Joe Biden, Presidente dos EUA

"Neste preciso momento em que estou aqui, a igualdade e a democracia estão a ser atacadas. Não fazemos a nós próprios nenhum favor se fingirmos o contrário. Por isso, esta noite, vim a este lugar onde tudo começou para falar o mais claramente possível à nação." ... "Muito do que está a acontecer no nosso país hoje em dia não é normal. Donald Trump e os Republicanos do MAGA (Make America Great Again) representam um extremismo que ameaça as próprias fundações da nossa república. " ... "Nós ouvimos, vocês ouviram, cada vez mais, falar da violência como um instrumento político aceitável neste país. Não é, nunca poderá ser um instrumento aceitável. Por isso, quero dizer isto de forma clara e simples: Não há lugar para a violência política na América. Ponto final. Nenhum. Nunca," declarou o Presidente dos EUA, Joe Biden.

O esforço explícito de Biden para marginalizar Trump e os seus seguidores marca uma recente viragem brusca para o Presidente. Contudo, Joe Biden manifestou o desejo de conseguir uma unidade nacional e esforçou-se por equilibrar as críticas com um apelo aos republicanos mais tradicionais para fazerem ouvir as suas vozes.