600 migrantes resgatados no Mediterrâneo

Entre as pessoas resgatadas estão um bebé e um número indeterminado de menores não acompanhados
Entre as pessoas resgatadas estão um bebé e um número indeterminado de menores não acompanhados Direitos de autor SOS Humanity
Direitos de autor SOS Humanity
De  euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Organizações humanitárias resgatam mais de 600 migrantes das águas do Mar Mediterrâneo Central nos últimos dias

PUBLICIDADE

Mais de 600 migrantes foram resgatados das águas do Mar Mediterrâneo central nos últimos dias pelas organizações humanitárias Sea Watch e SOS Humanity.

Entre as pessoas resgatadas estão um bebé e um número indeterminado de menores não acompanhados.

Os migrantes estão, agora, a bordo dos navios humanitários Sea Watch 3 e Humanity 1, onde estão a ser examinados e a receber tratamento médico. De acordo com as organizações não-governamentais, muitas destas pessoas apresentam múltiplas e graves lesões derivadas de violência e maus-tratos.

A crise migratória no Mediterrâneo tem vindo a agravar-se. Desde o início deste ano, cerca de 62.000 migrantes chegaram às costas italianas, um aumento tendo em comparação os 40.000 no mesmo período de 2021, segundo os dados do Ministério italiano do Interior.

No mesmo período, 1.283 pessoas morreram ou desapareceram na tentativa de atravessar o mar, de acordo com a Organização Internacional para as Migrações.

O centro de migrantes na ilha de Lampedusa que foi construído para albergar 350 pessoas encontra-se agora sobrelotado, acolhendo cerca de 1.400 migrantes.

Lampedusa fica a 144 quilómetros da Tunísia e 293 quilómetros da Líbia.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Crise migratória no Reino Unido

Travessias no Mediterrâneo estão mais mortais de acordo com a ONU

Ministro do Interior britânico visita Itália para discutir formas de lidar com a imigração ilegal