EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Protestos contra mobilização decretada por Putin dão origem a mais de 1.300 detenções

Protestos na Rússia contra a mobilização decretada por Putin
Protestos na Rússia contra a mobilização decretada por Putin Direitos de autor AP Photo
Direitos de autor AP Photo
De  Bruno SousaEuronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Mobilização parcial decretada pelo Presidente russo levou milhares de pessoas para a rua em todo o país

PUBLICIDADE

As autoridades russas procederam a mais de 1300 detenções em 38 cidades da Rússia na sequência dos protestos contra a mobilização parcial decretada por Vladimir Putin esta quarta-feira.

Os números foram avançados pela OVG-Info, organização não-governamental russa que se dedica a denunciar e combater a perseguição política.

Já as autoridades russas limitam-se a apontar a existência de vários detidos na sequência de uma manifestação ilegal, lembrando que este tipo de protestos pode ser punido com uma pena de 15 anos de prisão.

A mobilização parcial decretada pelo Presidente russo prende-se com a necessidade de reforçar o efetivo militar que combate na Ucrânia.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

União Europeia anuncia novas "medidas restritivas adicionais contra a Rússia"

UE classifica anúncio de referendos na Ucrânia de "farsa"

Putin anuncia "mobilização parcial" para ofensiva na Ucrânia