Conselho de Segurança da ONU pede a Pyongyang que pare com exercícios

Access to the comments Comentários
De  Euronews
AP missil
AP missil   -   Direitos de autor  أ ب

Conselho de Segurança das ONU pede à Coreia do Norte que pare com os exercícios militares no Pacífico, os quais colocaram o Japão em alerta, depois de um míssil sobrevoar o país, na terça-feira. 

O Conselho de Segurança das Nações Unidas reuniu de urgência esta quarta-feira para debater a tensão no pacífico. Pyongyang lançou cinco mísseis em menos de duas semanas. Um deles sobrevoou o Japão pela primeira vez em cinco anos e as reações da comunidade internacional não tardaram. 

No fim do encontro, o Conselho de Segurança pediu à Coreia do Norte que termine com os exercícios. 

Linda Thomas-Greenfield, Embaixadora dos EUA nas Nações Unidas, instou a Coreia do Norte "a abandonar de forma total e irreversível os programas de armas ilegais" e pediu a todos os estados-membros da ONU, "especialmente aos membros do conselho", que concordem "na condenação deste comportamento imprudente", afirmou a Embaixadora dos EUA na ONU. 

Depois do míssil ter passado por cima de território japonês, a Coreia do Sul e os EUA retaliaram com cinco mísseis de exercício, como uma espécie de aviso. Um dos mísseis explodiu no momento do lançamento e provocou um incêndio no local. 

Até agora, Pyongyang tem mantido o silêncio.