Polónia e Lituânia prometem mais ajuda militar à Ucrânia

Access to the comments Comentários
De  Euronews
Lançamento de mísseis na Ucrânia
Lançamento de mísseis na Ucrânia   -   Direitos de autor  LIBKOS/Copyright 2023 The AP. All rights reserved.

A Polónia está pronta a fazer tudo para ajudar a Ucrânia a derrotar a Rússia. Durante uma visita a Lviv, onde se encontrou com os seus homólogos ucraniano e lituano para a segunda Cimeira do Triângulo de Liubliana, o presidente polaco, Andrzej Duda, anunciou o envio de uma companhia dos cobiçados tanques Leopard de fabrico alemão.

Varsóvia envia 14 unidades destes veículos e espera que outros países deem o seu contributo.

Também o presidente da Lituânia, Gitanas Nauseda, anunciou a entrega pelo seu país dos sistemas antiaéreos Zenit e das munições necessárias.

O presidente Zelensky manifestou gratidão aos vizinhos pelo encontro e pelas promessas de ajuda, enquanto um dos seus conselheiros pedia mísseis de longo alcance para a Ucrânia vencer a guerra.

Mykhailo Podolyak disse à agência AFP que a Ucrânia vencerá a guerra este ano se o ocidente lhe enviar mísseis de longo alcance para enfraquecer a retaguarda russa, garantindo que não seriam utilizados para atacar o território russo.

Na terça-feira, Zelenskyy tinha agradecido no Twitter a bateria de mísseis antiaérea, NAMSAM, oferecida pelo Canadá.

O presidente Zelenskyy presidiu também esta quarta-feira a uma reunião de coordenação militar durante a qual avisou os chefes das regiões limítrofes da fronteira com a Bielorrússia para se prepararem para o prolongamento do conflito.

Kiev tem as atenções viradas para a fronteira norte. Embora Minsk tenha até agora resistido à pressão russa para entrar na guerra, os exercícios militares conjuntos do exército russo e bielorrusso são um motivo constante de preocupação na Ucrânia.