Macron quer direito ao aborto na Constituição de França

Presidente francês, Emmanuel Macron
Presidente francês, Emmanuel Macron Direitos de autor Michel Euler/Copyright 2023 The AP. All rights reserved.
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Presidente francês anunciou que projeto de lei deverá ser concretizado "nos próximos meses".

PUBLICIDADE

O presidente Emmanuel Macron anunciou esta quarta-feira, no Dia Internacional da Mulher, que o governo francês vai apresentar um projeto de lei para consagrar o direito ao aborto na Constituição do país.

Para o chefe de Estado francês a revisão constitucional pretende “garantir de forma solene” e “irreversível” que “nada poderá levantar obstáculos ou retirar” às mulheres a possibilidade de recurso ao aborto.

O receio de um retrocesso na lei foi ganhando eco na sociedade francesa sobretudo depois de o Supremo Tribunal norte-americano ter revogado, no ano passado, o direito de interromper voluntariamente a gravidez.

Em novembro de 2022, a Assembleia Nacional francesa tinha já votado favoravelmente às alterações da Constituição, mas nenhuma data foi estabelecida para o efeito.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Assembleia Nacional francesa aprova inclusão do aborto na Constituição

Manifestações pelo direito ao aborto nos EUA

Agricultores franceses mantêm protestos apesar de novas medidas do governo