Reforma das pensões aprovada na comissão mista parlamentar francesa

Dejetos acumulam-se em Paris devido à greve dos trabalhadores de recolha do lixo.
Dejetos acumulam-se em Paris devido à greve dos trabalhadores de recolha do lixo. Direitos de autor Lewis Joly/Copyright 2023 The AP. All rights reserved
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A reforma das pensões foi aprovada, esta quarta-feira, na comissão mista paritária, que junta deputados e senadores, no oitavo dia de mobilização nacional.

PUBLICIDADE

Milhares de pessoas voltaram a sair às ruas, esta quarta-feira, em França para protestar contra a reforma das pensões, naquele que é o oitavo dia de mobilização.

Em várias cidades francesas, multiplicam-se os protestos e as greves contra o aumento da idade da reforma, dos atuais 62 para os 64 anos.

Para esta quarta-feira, foram marcadas mais de 200 ações de protesto, um pouco por todo o país, mas a voz dos manifestantes não foi tida em conta. Isto porque a controversa reforma das pensões foi aprovada, na comissão mista paritária parlamentar, que junta deputados e senadores, e que se reuniu para debater o texto.

Trata-se um passo importante para a aprovação final deste projeto de lei polémico, uma vez que este deverá ser votado ainda esta quinta-feira no Parlamento Francês, que é composto pelo Senado e pela Assembleia Nacional, antes da adoção definitiva desta reforma.

AFP
Manfiestações em Paris.AFP

Entretanto, os sindicatos já voltaram a apelar a uma greve por tempo indeterminado. A mobilização em vários setores já dura há uma semana e, na capital, Paris, os dejetos acumulam-se nas ruas devido à greve dos trabalhadores de recolha do lixo.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Reforma das Pensões votada hoje pela Assembleia Nacional francesa

Senado aprova aumento da idade da reforma em França

Sindicatos falam em "mobilização histórica" em França