Líbano acordou este domingo no horário de verão e no horário de inverno

Um libanês a preparar-se na terça-feira para o mês do Ramadão que começou no dia seguinte
Um libanês a preparar-se na terça-feira para o mês do Ramadão que começou no dia seguinte Direitos de autor AP Photo/Mohammed Zaatari
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Chefe do governo, o muçulmano Najib Mikati, decidiu adiar a mudança da hora para o fim do Ramadão, mas há empresas e grupos de outras religiões que já adotaram a nova hora

PUBLICIDADE

O Líbano acordou este domingo com dois fusos horários devido a uma disputa entre as autoridades políticas e as religiosas do país.

Ao contrário do que aconteceu este fim de semana na Europa, o primeiro-ministro interino muçulmano Najib Mikati decidiu adiar apenas para 20 de abril a atualização do fuso para o horário de verão, o que foi entendido como uma forma de permitir aos muçulmanos libaneses quebrar o jejum do Ramadão uma hora mais cedo.

No entanto, organizações de outras religiões, como a cristã, algumas empresas e meios de comunicação decidiram avançar já para o horário de verão e este está a ser mais um atrito na já tumultuosa sociedade libanesa, a sofrer uma grave crise económica.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Itália: comunidade LGBTQIA+ contra posição do Vaticano sobre mudança de sexo e barriga de aluguer

Viver rodeado de silêncio: a história do zelador da abadia de San Benedetto al Subasio

Confrontos entre agricultores espanhóis e a polícia