Turquia ratifica entrada da Finlândia na NATO

Parlamento turco durante votre sobre entrada da Finlândia na NATO
Parlamento turco durante votre sobre entrada da Finlândia na NATO Direitos de autor Burhan Ozbilici/AP
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Finlândia pode tornar-se trigésimo primeiro membro da Aliança Atlântica já na próxima semana. Suécia continua bloqueada pela Turquia e Hungria

PUBLICIDADE

A Turquia aprovou, depois de dez meses de suspense, a adesão da Finlândia à NATO.

Depois de um curto debate, o Parlamento turco ratificou com o voto unânime dos 276 deputados presentes a entrada do país nórdico na Aliança Atlântica.

A Turquia era o único país que faltava para que as portas da NATO se abrissem completamente para a Finlândia.

A reação de Helsínquia não se fez esperar.

O presidente finlandês Sauli Niinistö agradeceu, através do Twitter, aos 30 países da Aliança Atlântica que ratificaram a adesão e disse esperar que a Suécia possa também aderir em breve.

O secretário-geral da NATO, Jens Stoltenberg, afirmou que, com a ratificação turca e consequente adesão finlandesa, é "toda a família" da Aliança que se tornará "mais forte e segura".

As candidaturas da Finlândia e da Suécia foram bloqueadas durante meses pela Turquia e pela Hungria.

Budapeste ratificou a adesão finlandesa na passada segunda-feira mas, tal como Ancara, continua a bloquear as aspirações de Estocolmo, apesar de a Finlândia e a Suécia terem apresentado candidaturas simultâneas na sequência da invasão russa da Ucrânia.

A Finlândia pode tornar-se no trigésimo primeiro membro da Aliança Atlântica já na próxima semana.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Legislativas na Finlândia: principais partidos taco a taco

Chuvas fortes causam pelo menos uma morte na Turquia

Parlamento turco aprova adesão da Suécia à NATO