EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Ucrânia e Rússia disputam Bakhmut com progressos para ambos os lados

Tanques ucranianos perto de Bakhmut, Ucrânia
Tanques ucranianos perto de Bakhmut, Ucrânia Direitos de autor LIBKOS/Copyright 2023 The AP. All rights reserved.
Direitos de autor LIBKOS/Copyright 2023 The AP. All rights reserved.
De  Euronews
Publicado a Últimas notícias
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Combates intensificam-se numa altura em que o presidente Volodymyr Zelenskyy está na Alemanha para discutir apoios ao esforço de guerra da Ucrânia.

PUBLICIDADE

A Ucrânia reconquistou uma área de um quilómetro quadrado em Bakhmut, após a retirada das tropas russas, revelam os serviços secretos britânicos. A informação é, em parte, confirmada pelo Ministério da Defesa ucraniano, ao afirmar que o exército está a avançar "de forma dinâmica" nos subúrbios da cidade, controlados quase na totalidade pela Rússia.

Mas Moscovo não cede e reivindicou os próprios progressos, depois de, segundo o ministério russo da Defesa, unidades do grupo Wagner terem "libertado um bairro na parte noroeste" da cidade.

Ainda de acordo com a embaixadora britânica na Ucrânia, Melinda Simmons, a Rússia bombardeou durante a noite Ternopil, a cidade natal da dupla Tvorchi, que participava no Festival da Eurovisão em Liverpool.

Zelenskyy na Alemanha

À medidas que os combates se intensificam em vários pontos da região do Donbass, na região de Zaporíjia, soldados e civis preparam-se para a contraofensiva ucraniana.

A operação, que não foi confirmada pelo presidente ucraniano, vai contar com o apoio recentemente anunciado pela Alemanha, onde Volodymyr Zelenskyy está este domingo para cimentar o apoio de um aliado-chave.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Zelenskyy esclarece que a Rússia ainda não ocupou Bakhmut

Ucrânia diz que tem repelido a maioria dos mísseis russos sobre Kiev

Chefe do grupo Wagner nega ajuda a Kiev