EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Ministros dos Negócios Estrangeiros da NATO discutem futuro da Ucrânia

Secretário-geral da NATO deverá visitar Turquia em breve.
Secretário-geral da NATO deverá visitar Turquia em breve. Direitos de autor HANDOUT/AFP
Direitos de autor HANDOUT/AFP
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Chefes da diplomacia estiveram reunidos em Oslo a debater caminhos de futuro num mundo pós-guerra na Ucrânia.

PUBLICIDADE

Encontrar uma forma de aproximar a Ucrânia da Aliança Atlântica foi o foco da reunião informal dos ministros dos Negócios Estrangeiros da NATO desta quinta-feira em Oslo, na Noruega.

O secretário-geral da NATO, Jens Stoltenberg, recordou os compromissos e ações já assumidos pelos aliados de Kiev, nomeadamente em termos militares.

Por outro lado, sublinhou que é preciso criar um quadro de garantias de segurança para evitar que a história se repita.

"Não sabemos quando a guerra terminará, mas devemos garantir que, quando isso acontecer, temos acordos confiáveis para garantir a segurança da Ucrânia no futuro e interromper o ciclo de agressão da Rússia. Se o presidente Vladimir Putin vencer na Ucrânia, isso tornará o mundo mais perigoso, enviaria uma mensagem de que quando os líderes autoritários usam força militar conseguem o que querem. E isso também nos tornará mais vulneráveis”, lembrou Stoltenberg.

O progresso no financiamento de longo prazo e no plano de segurança para a Ucrânia deverá fazer-se na próxima cimeira da NATO em Vilnius, em julho.

Stoltenberg espera que o bloqueio à adesão da Suécia esteja superado até ao encontro. O secretário-geral da NATO viajará até Ancara "num futuro próximo", para conversações sobre o impasse.

A adesão da Suécia está dependente da "luz verde" da Turquia e da Hungria.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Blinken considera invasão da Ucrânia como um "fracasso estratégico"

Youtuber Diamond Tema deixa a Turquia após ameaças de prisão

Líderes dos rivais regionais Grécia e Turquia reúnem-se para estreitar relações