EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Três anos após explosão no porto de Beirute, ainda não há responsáveis

Porto marítimo de Beirute, no Líbano, a 5 de agosto de 2020, um dia após a catastrófica explosão.
Porto marítimo de Beirute, no Líbano, a 5 de agosto de 2020, um dia após a catastrófica explosão. Direitos de autor Hussein Malla/Copyright 2020 The AP. All rights reserved.
Direitos de autor Hussein Malla/Copyright 2020 The AP. All rights reserved.
De  Verónica Romano
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Ainda ninguém foi responsabilizado pela tragédia, que fez mais de 200 mortos

PUBLICIDADE

Faz três anos desde a brutal explosão no porto de Beirute, que matou mais de 200 pessoas e feriu mais de 6.500.

Esta sexta-feira, centenas de libaneses protestaram na capital pelas respostas que nunca obtiveram: ainda ninguém foi responsabilizado pela tragédia e algumas vítimas mortais da explosão não são reconhecidas como tal pelas autoridades do país.

A explosão foi provocada por um incêndio num armazém que continha centenas de toneladas de nitrato de amónio. Este material altamente inflamável estava guardado no porto sem as devidas medidas de segurança, há já vários anos.

A investigação para descobrir os responsáveis acabou por cair por terra devido a fortes pressões políticas.

O desastre ocorreu numa altura em que o país enfrentava uma profunda crise económica, que ainda perdura.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Silo colapsa em dia de aniversário no porto de Beirute

Ferida aberta em Beirute

Luto e incompreensão em Beirute