EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Alemanha volta-se para a energia geotérmica

Governo alemão está à procura de fontes de energia alternativas.
Governo alemão está à procura de fontes de energia alternativas. Direitos de autor Euronews
Direitos de autor Euronews
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Estudo revelou que a energia geotérmica poderia fornecer mais de um quarto do aquecimento do país.

PUBLICIDADE

Um aeroporto abandonado, nos arredores de Berlim, pode ser a chave para ajudar a tornar a Alemanha mais independente e mais limpa em termos energéticos. Está a ser considerado para escavação para energia geotérmica, o tipo de energia renovável obtida no subsolo.

Também há planos idênticos para uma central de aquecimento num bairro da capital alemã.

O chanceler Olaf Scholz disse na semana passada que o objetivo do país é obter o máximo de energia geotérmica possível até 2030, com foco no fornecimento de aquecimento aos edifícios.

A guerra na Ucrânia obrigou a Alemanha a cortar na dependência do gás russo. A Associação Geotérmica Alemã diz que foi nessa altura que aumentou o interesse geotérmico, mas o diretor do grupo alega que existem obstáculos à expansão do uso.

“Não temos dinheiro suficiente no mercado geotérmico. Há alguns movimentos do governo nessa direção, mas não são rápidos o suficiente. E depois temos de ser mais rápidos, muito mais rápidos na autorização destas instalações geotérmicas”, explicou, em entrevista à Euronews, Andre Deinhardt, diretor da Associação Geotérmica Alemã.

Um estudo revelou que a energia geotérmica poderia fornecer mais de um quarto do aquecimento da Alemanha.

O governo local de Berlim está, atualmente, à procura de mais locais para a energia geotérmica.

Planeia começar a escavar profundamente em 2025, mas alguns ambientalistas dizem que não é suficiente - que o país deve eliminar totalmente o uso de combustíveis fósseis.

“Não há outra forma de estar alinhado com o Acordo de Paris e outras metas climáticas do que com energias renováveis. É por isso que é tão importante que o governo alemão pare de investir em combustíveis fósseis e comece a pressionar fortemente e apenas a favor de energias 100% renováveis”, lembrou Anike Peters, da Greenpeace.

Os defensores dizem que a energia geotérmica ajudará a Alemanha a depender dos seus próprios recursos e que é mais confiável do que qualquer outras renováveis como a energia solar.

"Somos independentes, é mais barato, temos sempre energia. Especialmente se estiver frio, muitas vezes não temos sol suficiente. Mas a energia geotérmica é um fluxo de calor que temos sempre - 24 horas, 7 dias por semana”, ressalvou Deinhardt.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Scholz promete melhorar o processamento de migração irregular

Campeonato europeu não tira economia alemã da estagnação

Polícia alemã mata homem que esfaqueou três pessoas numa festa do Euro 2024