EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

"França não vai receber migrantes de Lampedusa"

Gérald Darmanin
Gérald Darmanin Direitos de autor LUDOVIC MARIN/AFP or licensors
Direitos de autor LUDOVIC MARIN/AFP or licensors
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Ministro francês do Interior afirma, em entrevista, que país não pretende aceitar transferência de migrantes que chegaram à ilha italiana de Lampedusa

PUBLICIDADE

"A França não vai receber migrantes de Lampedusa": a afirmação foi feita pelo ministro do Interior Gérald Darmanin, durante uma entrevista, sublinhando a intenção de Paris de endurecer a posição face à crise migratória.

Darmanin tinha, na véspera, visitado em Roma o homólogo italiano. Uma deslocação durante a qual indicou que França está disposta a ajudar a Itália na deportação de migrantes não eligíveis ao asilo político.

A Polónia também endurece a posição, com a aprovação de uma resolução contra a imigração ilegal.

Mateusz Morawiecki, primeiro-ministro polaco:"Queremos enviar um sinal claro de alerta, porque Lampedusa constitui um aviso. Toda a Europa, toda a União Europeia, pode assemelhar-se a Lampedusa se fazemos os mesmos erros e copiamos os mesmos mecanismos propostos pela União Europeia."

A resolução especial avançada pelo governo polaco condena o que Morawiecki classificou de "plano desastroso para a Europa anunciado pela presidente da Comissão Europeia após a visita a Lampedusa". 

Ursula von der Leyen propôs um programa de dez pontos, que prevê nomeadamente um mecanismo de solidariedade para a transferência de migrantes chegados à ilha italiana para outros países europeus.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Ameaças da Rússia preocupam flanco leste da NATO

Polónia: Explosão em fábrica de armamento provoca 1 morto

Meloni visita a Albânia com crise das migrações no topo da agenda