EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Canadá: Presidente do parlamento demite-se após homenagem a veterano ucraniano que apoiou os nazis

Volodymyr Zelenskyy e Yaroslav Hunka no parlamento canadiano
Volodymyr Zelenskyy e Yaroslav Hunka no parlamento canadiano Direitos de autor Sean Kilpatrick/The Canadian Press via AP; Patrick Doyle/The Canadian Press via AP, коллаж
Direitos de autor Sean Kilpatrick/The Canadian Press via AP; Patrick Doyle/The Canadian Press via AP, коллаж
De  Nara Madeira com AP, AFP
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Presidente da Câmara Baixa do parlamento canadiano demite-se após homenagem a veterano ucraniano que, afinal, combateu ao lado dos nazis.

PUBLICIDADE

O Presidente da câmara baixa do parlamento do Canadá demitiu-se. Anthony Rota abandona o cargo devido ao escândalo que estalou após a homenagem prestada - no referido órgão legislativo e durante a visita do presidente da Ucrânia ao país - a um veterano ucraniano que, afinal, lutou ao lado dos nazis na Segunda Guerra Mundial.

Volodymyr Zelenskyy tinha discursado quando Rota apresentou Yaroslav Hunka, de 98 anos, como um herói ucraniano.

O responsável admite que errou e que o seu erro teve um impacto por todo o mundo, sobretudo entre as comunidades judaicas e entre os sobreviventes do Holocausto.

Foi já durante o fim de semana que se ficou a saber das ligações de Hunka às SS. A oposição exigia a sua demissão. O Primeiro-ministro canadiano, Justin Trudeau, considerava a homenagem "inaceitável" e "profundamente embaraçosa".

Na terça-feira à noite, o Ministro da Educação da Polónia anunciava que vão investigar possíveis crimes cometidos no país por este homem, com vista à sua extradição.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

União Europeia e Canadá criam Aliança Verde

Centenas assistem a recriação de desembarque do Dia D

Líder regional do partido de extrema-direita AfD é julgado por utilizar símbolos nazis