EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Países do Médio Oriente apoiam, direta ou indiretamente, a incursão do Hamas contra Israel

Manifestação de apoio ao Hamas em Beirute, Líbano
Manifestação de apoio ao Hamas em Beirute, Líbano Direitos de autor Bilal Hussein/Copyright 2023 The AP. All rights reserved
Direitos de autor Bilal Hussein/Copyright 2023 The AP. All rights reserved
De  Nara Madeira com AFP, AP
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Milhares de pessoas saíram às ruas dos países do Médio Oriente em celebração dos ataques das milícias palestinianas contra israel.

PUBLICIDADE

Milhares pessoas participaram em manifestações de solidariedade para com o Hamas, em vários países do Médio Oriente

Muitos Estados da região apoiam e incentivam, direta ou indiretamente, as ações do Hamas e/ou responsabilizam Israel pela escalada da violência.

Em Istambul, centenas de pessoas saíram às ruas. Oficialmente, a Turquia expressou "preocupação com a violência" mas não condenou as ações do Hamas.

Na capital do Iémen, Saná, milhares de apoiantes da Palestina celebraram o ataque surpresa a Israel. Hassan al Homran, líder Houthi de Ansar Allah, afirmava que o povo iemenita "celebrou com grande alegria esta vitória" e classificou-a como "sem precedentes e há muito esperada".

No Libano, foram milhares os que se manifestaram na capital do país, Beirute, e noutras cidades. Eventos liderados pelo Hezbollah. Na vizinha Síria elogiou-se, abertamente, a incursão das mílicias palestinianas.

A Arábia Saudita fez uma declaração relativamente discreta, apelando ao fim da violência, mas referindo que as ações do Hamas são "o resultado da ocupação contínua e da privação dos direitos legítimos do povo palestiniano". Declarações semelhantes foram feitas pelo Kuwait, Iraque, Qatar e Omã.

Já o conselheiro do Líder Supremo do Irão garantiu que estarão "ao lado dos combatentes palestinianos até que a Palestina e Jerusalém sejam libertadas".

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Países ocidentais manifestam apoio uníssono a Israel

Europa condena "ataques terroristas" do Hamas contra Israel, país tem "direito a defender-se"

"Estamos em guerra" - diz Netanyahu depois de ataque sem precedentes do Hamas contra Israel