Dias de intensa diplomacia para tentar travar a contaminação da guerra Israel-Hamas

Macron concluiu no Egito um pequeno périplo no Médio Oriente
Macron concluiu no Egito um pequeno périplo no Médio Oriente Direitos de autor Christophe Ena/AP
Direitos de autor Christophe Ena/AP
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Israel, Egito e Jordânia são destinos para vários líderes internacionais que querem evitar que o conflito entre Israel e o Hamas contamine a região

PUBLICIDADE

França mobiliza, nas próximas 48 horas, umnavio da Marinha para apoiar os hospitais de Gaza. Anúncio feito pelo presidente francês, durante uma visita ao Egito. Já esta quinta-feira chega ao país um avião francês com material médico destinado a entrar no enclave palestiniano através da fronteira com Rafah.

Emmanuel Macron encontrou-se com os líderes do Egito e da Jordânia como parte dos esforços diplomáticos para evitar uma escalada militar do conflito em Gaza.

O chefe de Estado, que esteve também em Israel, recusou a ideia que França tem "uma moral dupla". Sublinha que defende tanto o Direito Internacional como o direito de Israel se defender do Hamas.

De visita a Israel, os chefes de governo checo e austríaco renovaram apoio público ao primeiro-Ministro Benjamin Netanyahu.

Petr Fiala garantiu que esta quinta-feira a Chéquia vai levar ao Conselho Europeu em Bruxleas uma proposta que defina o Hamas como "inimigo comum" e consagre a Isael o direito de defender-se.

Entretanto, o Presidente da Turquia cancelou uma viagem a Israel. , Recep Tayyip Erdogan classificou como "desumana" a guerra de Israel contra o Hamas em Gaza.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Centrais nucleares iranianas não foram danificadas após alegado ataque israelita

Detido homem que ameaçou fazer-se explodir frente ao consulado do Irão em Paris

Israel ataca unidade de defesa aérea no sul da Síria com mísseis