Kiev atacada por drones russos na manhã deste sábado

Projéteis de morteiro com as mensagens "Para filhos e netos" e "Para Odesa" escritas neles, na região ucraniana de Kherson, esta segunda-feira.
Projéteis de morteiro com as mensagens "Para filhos e netos" e "Para Odesa" escritas neles, na região ucraniana de Kherson, esta segunda-feira. Direitos de autor ROMAN PILIPEY / AFP
De  Verónica Romano com AFP
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Ucrânia diz ter abatido 19 dos 31 drones lançados pela Rússia este sábado.

PUBLICIDADE

Duas fortes explosões foram ouvidas no centro de Kiev, na manhã deste sábado.

Pouco depois, soaram as sirenes de ataque aéreo na capital ucraniana, que já não era alvo de ataques russos desde o final de setembro.

A Força Aérea da Ucrânia disse ter abatido 19 dos 31 drones lançados por Moscovo este sábado. O ataque visou sobretudo zonas na linha da frente de combate, mas também Kiev durante a manhã.

Volodymyr Zelenskyy lançou um alerta para o mundo quando discursou no Fórum de Paris para a Paz, esta sexta-feira. 

"As guerras locais podem provocar um colapso global. O sofrimento para o qual uma determinada nação é atirada arrasta nações vizinhas para o abismo", sublinhou o presidente da Ucrânia. 

Ainda na sexta-feira, Moscovo anunciou que um adolescente ucraniano de 17 anos vai ser devolvido ao seu país.

Bohdan Yermokhin vivia em Mariupol e foi levado para a Rússia após o fim do cerco à cidade ucraniana, em maio do ano passado.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Ucrânia lança vaga de drones contra a Rússia

Vastas operações militares ucranianas na margem leste de Kherson

Kiev reivindica assassinato de político russo em Luhansk, no leste da Ucrânia