EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Habitantes visitam Gridavik pela primeira vez desde erupção vulcânica na Islândia

Especialistas dizem que erupção já chegou ao fim. Agência meteorológica é mais cautelosa
Especialistas dizem que erupção já chegou ao fim. Agência meteorológica é mais cautelosa Direitos de autor Marco Di Marco/Copyright 2023 The AP. All rights reserved.
Direitos de autor Marco Di Marco/Copyright 2023 The AP. All rights reserved.
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Trabalhadores na Islândia estão a erguer barreiras para impedir o fluxo de lava e a verificar infraestruturas para as populações regressarem a casa após os estragos deixados pela erupção do vulcão.

PUBLICIDADE

Na Islândia, trabalhadores estão a tratar de erguer barreiras defensivas - altos montes de terra - para impedir o fluxo de lava. 

Alguns especialistas adiantaram que a erupção vulcânia já chegou ao fim, mas a agência meteorológica nacional do país diz que é muito cedo para fazer tais prognósticos, uma vez que ainda se podem abrir novas fendas no solo. E a lava continua a fluir ativamente da grande fenda na península de Reykjanes.

Também estão a ser cavadas trincheiras para enterrar os tubos de água quente da central elétrica local - quando enterrados no subsolo, ficam mais protegidos da lava. Os postos de eletricidade também estão a ser verificados.

Em Grindavik, prepara-se tudo para o regresso dos habitantes, com a verificação das infraestruturas e planos para tapar as inúmeras fendas no solo ao redor da cidade.

As autoridades tiveram de reavaliar os riscos para a cidade de Grindavik, que foi completamente evacuada há semanas. 

Agora, os habitantes podem voltar pela primeira vez desde a erupção. Para já, são apenas permitidas visitas diurnas curtas, para poderem verificar as casas e outros estragos. Há danos em vários edifícios, muitos terão mesmo de ser demolidos. 

Os residentes de Grindavik têm muitas dúvidas quanto ao futuro e receiam voltar enquanto o vulcão está ativo. Em todo o caso, Grindavik e as aldeias vizinhas ainda não tiveram luz verde das autoridades e estão interditadas até novo aviso.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Erupção vulcânica iminente na Islândia: Mais de dois mil sismos em Grindavik em 24 horas

Porto Antigo de Reiquiavique mais amigo de ambiente: navios já se podem ligar à eletricidade

Vulcão em atividade em Grindavick pode ter “atingindo um ponto de equilíbrio”