EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

EUA anunciam último pacote de ajuda militar disponível para a Ucrânia

Último pacote de ajuda de 2023 conta com munições de defesa aérea e munições adicionais para sistemas de foguetes de artilharia de alta mobilidade
Último pacote de ajuda de 2023 conta com munições de defesa aérea e munições adicionais para sistemas de foguetes de artilharia de alta mobilidade Direitos de autor Klaus-Dietmar Gabbert/(c) Copyright 2023, dpa (www.dpa.de). Alle Rechte vorbehalten
Direitos de autor Klaus-Dietmar Gabbert/(c) Copyright 2023, dpa (www.dpa.de). Alle Rechte vorbehalten
De  Euronews com Lusa
Publicado a Últimas notícias
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O Governo norte-americano anunciou na quarta-feira um novo pacote de ajuda militar à Ucrânia, no valor de 225 milhões de euros, a última parcela disponível enquanto o Congresso dos Estado Unidos continua a bloquear um novo apoio a Kiev.

PUBLICIDADE

O Departamento de Defesa dos Estados Unidos anunciou na quarta-feira um novo pacote de assistência à Ucrânia no domínio da segurança no valor de até 250 milhões de dólares. 

O pacote inclui capacidades de defesa aérea, artilharia, armas antitanque e outros equipamentos para ajudar Kiev a combater a invasão russa.

O anúncio surge depois de os republicanos se terem recusado a aprovar no Congresso um pedido do Presidente Joe Biden para fornecer mais 61 mil milhões de dólares de ajuda à Ucrânia, sem um acordo com os democratas para reforçar a segurança ao longo da fronteira entre os Estados Unidos e o México. 

"O pacote de assistência à segurança anunciado hoje é provavelmente o último até que o Congresso autorize fundos adicionais", refere um comunicado do Departamento de Defesa.

As negociações prosseguem entre republicanos e democratas sobre a aprovação do envelope de 61 mil milhões, exigido pelo Presidente norte-americano e pelo seu homólogo ucraniano, Volodymyr Zelenskyy.

"É imperativo que o Congresso aja rapidamente, o mais rápido possível, para avançar com os interesses da segurança nacional, ajudando a Ucrânia a defender-se e garantindo o seu futuro", disse osecretário de Estado Antony Blinken na quarta-feira.

O secretário do Conselho Nacional de Segurança e Defesa da Ucrânia desvalorizou a possibilidade de o Congresso norte-americano rejeitar um novo pacote de ajuda a Kiev, garantindo que o país tem capacidade industrial para responder às necessidades de armamento para combater a Rússia. 

“Não estamos a ficar para trás. As armas de que dispomos irão surpreender o mundo”, assegurou Alexei Danilov.

O ministro das Indústrias Estratégicas da Ucrânia, Oleksandr Kamyshin, resumiu as conquistas da indústria de defesa ucraniana em 2023 na quarta-feira e partilhou alguns planos do país para o próximo ano.

"Estamos a trabalhar para crescer ainda mais. As necessidades das Forças Armadas são muito maiores, o que nos impede de crescer ainda mais? Estas são posições escassas de explosivos e pós, que são escassos não só na Ucrânia, mas globalmente no mundo. Estamos a trabalhar para começar a produzi-los", garantiu.

Como parte do novo pacote de ajuda da Dinamarca, no valor de 7 mil milhões de coroas (940 milhões de euros), a Ucrânia também recebeu mais 10 tanques Leopard.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Vitória de Trump poderia arrefecer relações dos EUA com a UE?

Volodymyr Zelenskyy tenta convencer o congresso norte-americano a manter a ajuda à Ucrânia

Zelenskyy pede fim das restrições à utilização de armamento norte-americano contra a Rússia