Milhares em Berlim contra fim dos subsídios ao gasóleo agrícola

Manifestação de agricultores em Berlim
Manifestação de agricultores em Berlim Direitos de autor Jeffrey T. Barnes/Copyright 2024 The AP. All rights reserved
De  Liv Stroud
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Segundo a Associação dos Agricultores Alemães, o fim dos subsídios poderá significar o fim da agricultura no país.

PUBLICIDADE

Cerca de 10 mil pessoas reuniram-se na capital alemã para protestar contra os planos do governo de cortar os subsídios ao gasóleo agrícola. O executivo alemão já prometeu uma redução gradual durante os próximos dois anos, mas os agricultores dizem que não é suficiente.

Phillip Oßwald um dos agricultores que participou na manifestação, sublinhou as consequências de cumprir os regulamentos ambientais impostos pelo governo.

“Todos gostariam de ser pagos de forma justa pelo produto que produzem. Gostaríamos de ter a possibilidade de viver bem com os rendimentos do nosso trabalho. No entanto, a realidade é que na Alemanha, desde há muitos anos, temos vindo a cumprir os regulamentos ambientais e a implementar medidas para o bem-estar dos animais. E isto, na concorrência global, coloca-nos em desvantagem, uma vez que outros países com padrões muito mais baixos têm custos significativamente inferiores”, afirmou.

Segundo a Associação dos Agricultores Alemães, o fim dos subsídios poderá significar o fim da agricultura no país. Os peritos defendem que uma maior concentração no mercado europeu, em vez da concorrência global, seria benéfica para todos, especialmente para os agricultores

"Se, de um dia para o outro, cortássemos todos os subsídios, muitos agricultores agrícolas diriam, sem dúvida, que já não há perspetivas e não quereriam que os seus filhos seguissem esta profissão. Por outro lado, temos também um forte empenho em continuar a explorar as terras e o desejo de continuar", declarou Martin Hofstetter, perito em agricultura na Greenpeace Alemanha.

Os agricultores alemães não estão apenas zangados com os cortes no gasóleo agrícola. Dizem que as políticas da União Europeia e da Alemanha, das quais dependem, podem mudar de um momento para o outro, tornando quase impossível planear o trabalho e a vida a longo prazo.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Protestos dos agricultores poderão travar acordo UE-Mercosul

Governo alemão aperta o cerco à extrema-direita

Berlinenses saem à rua para protestar contra a extrema-direita