Governo da Catalunha prepara-se para emergência de seca

Seca na Catalunha
Seca na Catalunha Direitos de autor Emilio Morenatti/Copyright 2024 The AP. All rights reserved.
De  Jaime Velázquez
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Prevê-se um verão com restrições. Esta é uma situação particularmente difícil em Barcelona, com a chegada de milhões de turistas.

PUBLICIDADE

A Catalunha está a preparar-se para uma emergência de seca. Em Barcelona, a pressão da água já foi reduzida para evitar cortes no abastecimento, e as fontes de água da cidade continuam vazias.

"Já temos três bacias em estado de emergência desde agosto e setembro, mas agora estamos a entrar na área com a maior população da região", explica Anna Barnadas, Secretária da Ação Climática do Governo da Catalunha

A água para consumo doméstico em Barcelona está garantida. No entanto, será limitada a 200 litros por dia por habitante na primeira fase de emergência. Se nada mudar, em junho, a água disponível poderá não ser suficiente para satisfazer a procura.

"Com os esforços que estão a ser feitos por pessoas de todos os setores e pela população em geral, conseguimos adiar um pouco o estado de emergência e esperamos que todos assumam a responsabilidade por esta ação que temos de tomar como país durante esta emergência", sublinha Anna Barnadas.

Seria necessário que chovesse continuamente durante noventa dias nesta primavera para pôr fim à situação de seca na Catalunha. Prevê-se um verão com restrições. Esta é uma situação particularmente difícil em Barcelona, com a chegada de três milhões de turistas".

O porto da cidade está a preparar as instalações para receber os navios-tanque que vão abastecer a cidade, mas há outros navios que são motivo de preocupação. Os navios de cruzeiro que transportam milhares de turistas. Estima-se que cada passageiro gaste entre 200 e 400 litros de água por dia.

"Pode acontecer que os passageiros dos cruzeiros estejam a utilizar a água sem qualquer problema, enquanto a população local tem a água cortada durante horas", alerta Jaume Osete, da plataforma Stop Cruzeiros Catalunha

A seca afeta toda a bacia mediterrânica. A Andaluzia também prevê um verão com fortes restrições. Graças a soluções como a regeneração de água, a Catalunha conseguiu garantir 60% das necessidades da área metropolitana. Só uma nova forma de gerir a água pode garantir o abastecimento futuro.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Incêndio em prédio de 14 andares em Valência faz pelo menos quatro mortos

Incêndio de grandes dimensões consome prédio residencial de 14 andares em Valência

Dani Alves considerado culpado de violação de uma mulher numa discoteca em Espanha