EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Rei Carlos III volta a aparecer em público na missa de Páscoa

Carlos III volta a aparecer em público na missa de Páscoa
Carlos III volta a aparecer em público na missa de Páscoa Direitos de autor Hollie Adams/Hollie Adams
Direitos de autor Hollie Adams/Hollie Adams
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Carlos III luta está a lutar contra um cancro e só recentemente confirmou que iria marcar presença na missa de Páscoa em Windsor. Príncipes de Gales estiveram ausentes.

PUBLICIDADE

O rei Carlos III esteve presente este domingo na missa de Páscoa, na Capela de São Jorge no Castelo de Windsor, numa das mais significativas aparições em público desde que foi diagnosticado um cancro ao monarca.

Carlos, que pareceu bem disposto à chegada, acenou mesmo a algumas pessoas que esperaram nas imediações da capela para ver o rei. Uma delas gritou ao casal real "Feliz Páscoa", tendo o rei respondido "para si também".

Carlos III, de 75 anos, voltou a aparecer em público depois de, no final de fevereiro, ter decidido reduzir a presença em funções públicas para se submeter aos tratamentos contra o cancro que lhe foi diagnosticado. Ainda assim, continua a rever documentação do governo e manteve as reuniões com o primeiro-ministro britânico.

A presença na tradicional missa de Páscoa, que é normalmente um evento importante para a família real de Inglaterra, foi vista pela imprensa britânica como um sinal de que o rei está pronto para regressar aos compromissos públicos e deverá aumentar o número de presenças em funções reais após a Páscoa, também numa tentativa de recuperar a confiança na família real, abalada por semanas de especulações em relação a Kate, a mulher de William, filho mais velho do rei.

Os príncipes de Gales estiveram, sem surpresas, ausentes da missa de Páscoa em Windsor. A ausência do casal e dos filhos era esperada, uma vez que Kate, a mulher de William, anunciou na semana passada que lhe foi diagnosticado um cancro.

Menos membros da família real foram à missa de Páscoa em Windsor este ano, também para reduzir o número de contactos do rei que, juntamente com Camilla, terá ficado separado dos restantes fiéis da congregação na igreja, evitando eventuais contágios numa altura que está fragilizado pelos tratamentos para a doença oncológica. Não foi tornado público se o rei e Camilla participaram este domingo no tradicional almoço de Páscoa com a restante família real.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Rei Carlos III tem cancro e já está a receber tratamento

Eleitores britânicos vão escolher um novo governo esta quinta-feira

Eleições no Reino Unido: Partido Trabalhista quer acabar com o plano de Ruanda