EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Luxemburgo e Banco Europeu de Investimento juntos pelo planeta

Luxemburgo e Banco Europeu de Investimento juntos pelo planeta
Direitos de autor 
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O objetivo é fornecer aos investidores uma plataforma ecológica e reduzir os riscos no combate às alterações climáticas.

PUBLICIDADE

O governo do Luxemburgo e o Banco Europeu de Investimento associaram-se para desenvolver uma plataforma de redução de riscos para quem investir em fontes de energia renováveis e no aumento da eficiência energética.

A “joint venture” público-privada foi apresentada esta quinta-feira, em Bona, na Alemanha, num evento à margem da cimeira climática da ONU, a COP23.

.pierregramegna</a>: "1/3 of investment funds dealing with <a href="https://twitter.com/hashtag/ClimateChange?src=hash&ref_src=twsrc%5Etfw">#ClimateChange</a> are registered in <a href="https://twitter.com/hashtag/Luxembourg?src=hash&ref_src=twsrc%5Etfw">#Luxembourg</a>. Our financial centre is a leading contributor to the <a href="https://twitter.com/hashtag/mitigation?src=hash&ref_src=twsrc%5Etfw">#mitigation</a> of climate change". <a href="https://twitter.com/hashtag/COP23?src=hash&ref_src=twsrc%5Etfw">#COP23</a> <a href="https://t.co/rsKK5iMANO">pic.twitter.com/rsKK5iMANO</a></p>— Lux Stock Exchange (LuxembourgSE) 16 de novembro de 2017

O investimento para já será de cinco milhões de euros, uma gota de água entre os “quatro biliões de ativos geridos por milhares de fundos de investimento” que o ministro das Finanças luxemburguês diz ter. “Estamos atrás dos Estados Unidos, a capital mundial dos fundos de investimento, por isso temos uma enorme reserva de capitais privados para investir em projetos verdes”, afirmou Pierre Gramegna.

O presidente do Banco Europeu de Investimento — organismo que se define como “o maior financiador do mundo em ações climáticas” — admite que “as pessoas talvez queiram investir em projetos especificamente destinados à mitigação das alterações climáticas e à adaptação”, por isso justifica a criação deste “instrumento das obrigações ecológicas.”

“Fomos os primeiros, há 10 anos, a emitir obrigações verdes. Ainda somos, hoje em dia, o maior emissor de obrigações verdes do mundo”, congratula-se Werner Hoyer.

O objetivo desta cooperação entre o Luxemburgo e o Banco Europeu de Investimento é fornecer aos investidores uma plataforma ecológica e reduzir os riscos para quem investir em projetos de combate às alterações climáticas no Médio Oriente e no norte de África, concendendo também maiores garantias aos financiamentos privados.

First-ever investment from Luxembourg-EIB climate finance platform to support Green for Growth Fund in the Middle East and Nort Africa Region https://t.co/Ou2ZA4osVW#COP23pierregramegna</a> <a href="https://twitter.com/DieschbourgC?ref_src=twsrc%5Etfw">DieschbourgCMinFinLux</a> <a href="https://t.co/F27iem5sM0">pic.twitter.com/F27iem5sM0</a></p>— EIB - the EU bank (EIB) 16 de novembro de 2017

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Espanhola Nadia Calviño é a nova presidente do Banco Europeu de Investimento

Primeiro país do mundo com transportes gratuitos

BEI pode deixar de financiar projetos que usem combustíveis fósseis