Rede social X restaura pesquisas por Taylor Swift após bloqueio temporário

Rede social X restaura pesquisas por Taylor Swift após bloqueio temporário
Rede social X restaura pesquisas por Taylor Swift após bloqueio temporário Direitos de autor Nick Wass/Copyright 2024 The AP. All rights reserved.
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A cantora norte-americana foi o alvo mais mediático de um problema que as plataformas tecnológicas e os grupos anti-abuso têm lutado para resolver.

PUBLICIDADE

A rede social X, antigo Twitter, restaurou as pesquisas por Taylor Swift, depois de imagens pornográficas falsas da cantora terem levado a um bloqueio temporário, na semana passada. Swift foi o alvo mais mediático de um problema que as plataformas tecnológicas e os grupos anti-abuso têm lutado para resolver.

O grupo de deteção de deepfake Reality Defender relatou um afluxo significativo de material pornográfico não consensual com a participação de Swift, especialmente no X. Algumas dessas imagens também chegaram ao Facebook, propriedade da Meta, e a outras plataformas de redes sociais.

Ao tentar pesquisar o nome de Taylor Swift sem aspas na plataforma, na passada segunda-feira, os utilizadores depararam-se com uma mensagem de erro, onde se podia ler: "Não se preocupe – a culpa não é sua". No entanto, ao colocar o nome da cantora entre aspas, as mensagens que a mencionavam apareciam.

O diretor de operações comerciais do X, Joe Benarroch, citado pelas agências internacionais, esclarece que o bloqueio de certas pesquisas é uma medida de precaução temporária, e sublinha o compromisso da plataforma em dar prioridade à segurança nesta matéria.

Ao contrário das tradicionais imagens adulteradas que já afetaram várias celebridades, os deepfakes de Swift foram gerados com recurso a inteligência artificial capaz de criar instantaneamente novas imagens com base numa solicitação escrita.

Após a disseminação online destas imagens, os fãs de Swift, conhecidos como "Swifties", lançaram uma contraofensiva no X, utilizando a hashtag #ProtectTaylorSwift para inundar a plataforma com imagens positivas da estrela pop. Alguns fãs também denunciaram contas que partilhavam os deepfakes.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Poderá Taylor Swift travar ascensão da extrema-direita na Europa?

Eleições UE: Comissão Europeia pede a Taylor Swift que mobilize jovens

A transformação do Twitter para X