EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Polícia britânica prende ativistas da Just Stop Oil que vandalizaram Stonehenge

Polícia britânica prende activistas da Just Stop Oil depois de Stonehenge ter sido desfigurado
Polícia britânica prende activistas da Just Stop Oil depois de Stonehenge ter sido desfigurado Direitos de autor Just Stop Oil
Direitos de autor Just Stop Oil
De  David Mouriquand
Publicado a Últimas notícias
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied
Artigo publicado originalmente em inglês

Manifestantes do movimento Just Stop Oil pintaram Stonehenge de laranja na véspera do solstício de verão, para exigir que o próximo governo do Reino Unido se comprometa legalmente a eliminar os combustíveis fósseis até 2030.

PUBLICIDADE

A polícia britânica prendeu esta quarta-feira dois ativistas que lançaram fumo laranja sobre Stonehenge, o famoso local pré-histórico, Património Mundial da UNESCO, no sudoeste de Inglaterra.

O grupo de protesto Just Stop Oil disse que dois dos seus ativistas, identificados pelo movimento como Niamh Lynch, 21 anos, e Rajan Naidu, 73 anos, tinham "decorado Stonehenge com tinta em pó laranja" para exigir que o próximo governo do Reino Unido se comprometa legalmente a eliminar gradualmente os combustíveis fósseis até 2030.

As imagens foram divulgadas nas redes sociais, com o grupo a afirmar que utilizou "farinha de milho cor de laranja" para que "a tinta se dissipasse rapidamente com a chuva".

A polícia de Wiltshire afirmou num comunicado que "deteve duas pessoas na sequência de um incidente em Stonehenge esta tarde".

"Os agentes compareceram no local e detiveram duas pessoas por suspeita de terem danificado o monumento. Os nossos inquéritos estão em curso e estamos a trabalhar em estreita colaboração com o English Heritage".

O incidente ocorre a meio da campanha para as eleições gerais no Reino Unido, antes da ida às urnas a 4 de julho.

O atual primeiro-ministro Rishi Sunak considerou o incidente "um ato vergonhoso de vandalismo contra um dos monumentos mais antigos e importantes do Reino Unido e do mundo".

"A Just Stop Oil devia ter vergonha dos seus ativistas", acrescentou.

Um porta-voz da Just Stop Oil disse que, embora o Partido Trabalhista, que se espera que ganhe as eleições do próximo mês, tenha prometido não emitir novas licenças de perfuração de petróleo e gás, "todos sabemos que isso não é suficiente".

O movimento acrescentou que escolheu organizar a ação no dia anterior ao Solstício de verão, quando as multidões se reúnem no local para celebrar.

"Temos de nos unir para defender a humanidade ou arriscamos tudo. É por isso que a Just Stop Oil está a exigir que o nosso próximo governo assine um tratado juridicamente vinculativo para eliminar gradualmente os combustíveis fósseis até 2030", referiu o porta-voz. "A falta de compromisso com a defesa das nossas comunidades significará que os apoiantes do Just Stop Oil... se juntarão à resistência este verão, se os seus governos não tomarem medidas significativas".

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Novo mural de Banksy foi vandalizado com tinta branca

Itália castiga "eco-vandalismo" com multas até 60.000 euros

Diretor de galeria exige sanções severas para vandalismo de corredor histórico em Florença