"Breves de Bruxelas": Candidatos transnacionais, sentenças judiciais

"Breves de Bruxelas": Candidatos transnacionais, sentenças judiciais
De  Isabel Marques da Silva
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

"Breves de Bruxelas": Candidatos transnacionais, sentenças judiciais

PUBLICIDADE

Um dos políticos gregos mais conhecidos é candidato às eleições europeias, mas não pela Grécia. O ex-ministro das Finanças Yannis Varoufakis, de esquerda radical, apresenta-se numa lista pela Alemanha, no partido Diem 25.

A ideia é desafiar o tabu de que não pode haver listas transnacionais, com candidatos originários de diferentes Estados-membros.

Este é o tema de abertura do programa "Breves de Bruxelas", que passa em revista a atualidade europeia diária. Em destaque estão, também, as seguintes notícias:

  • Por norma, os países da União Europeia têm o direito de recusar asilo aos refugiados que tenham cometido crimes graves no país de origem, mas podem ser abertas exceções. O Tribunal de Justiça da União Europeia diz que a proteção deve ser concedida no caso do requerente correr serio risco de vida devido a perseguição política.
  • Os governos dos países da União Europeia devem exigir aos empregadores que criem um sistema para aferir corretamente o tempo de trabalho dos seus funcionários. A posição do Tribunal de Justiça da União Europeia surgiu após um queixa contra a sucursal do Deutsche Bank em Espanha, que não registava mais de 50% das horas extraordinárias dos trabalhadores.
  • Apenas Neymar é Neymar sentenciou o Tribunal Geral da União Europeia. O futebolista brasileiro ganhou o processo contra um cidadão português que, há seis anos, registou Neymar como marca de uma linha de roupa e calçado. O tribunal considerou que Carlos Moreira, de Guimarães, esteve de má-fé e confirmou o anterior veredito do Instituto da Propriedade Intelectual da União Europeia.
Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Portugal "animou" debate eleitoral europeu

Refugiados com cadastro podem obter asilo

Todas as horas extra de trabalho têm de ser registadas