EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Sistema de defesa aérea Patriot dos Países Baixos instalado na Lituânia

ARQUIVO - O sistema de defesa aérea de longo alcance Patriot, instalado pela Alemanha, é visto no aeroporto de Vilnius para segurança durante a cimeira da NATO em Vilnius, Lituânia, sábado, 8 de julho de 2023.
ARQUIVO - O sistema de defesa aérea de longo alcance Patriot, instalado pela Alemanha, é visto no aeroporto de Vilnius para segurança durante a cimeira da NATO em Vilnius, Lituânia, sábado, 8 de julho de 2023. Direitos de autor Mindaugas Kulbis/Copyright 2023 The AP. All rights reserved.
Direitos de autor Mindaugas Kulbis/Copyright 2023 The AP. All rights reserved.
De  Euronews com AP
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied
Artigo publicado originalmente em inglês

Um total de três Patriots estão atualmente a proteger o espaço aéreo ucraniano dos ataques aéreos russos: dois da Alemanha e um dos EUA.

PUBLICIDADE

Um sistema de defesa aérea Patriot neerlandês foi destacado para a Lituânia no âmbito do exercício militar internacional anual Baltic Connection 24. Este sistema destina-se a reforçar a proteção da população e das infraestruturas do país contra aeronaves, drones e mísseis.

A intensificação dos ataques aéreos da Rússia às cidades ucranianas continua a pôr em evidência a crescente escassez de sistemas de defesa aérea.

A bateria com o sistema Patriot chegou ao porto de Klaipeda no sábado de manhã e transferida para a base aérea de Siauliai, a partir da qual desempenhará tarefas de defesa durante as próximas duas semanas.

A Lituânia faz fronteira com o enclave russo de Kaliningrado, onde o Governo polaco afirma que a Rússia poderá ter armazenado cerca de 100 armas nucleares.

Os responsáveis lituanos descrevem o destacamento como o primeiro passo para a aplicação prática do modelo de defesa aérea rotativa acordado durante a cimeira da NATO em Vilnius no ano passado.

"É importante para podermos testar e preparar este modelo rotativo, o que significa que sabemos o que fazer e como o fazer. A única coisa que falta é testá-lo", disse aos jornalistas Ovidijus Pilitauskas, comandante do batalhão de defesa aérea da Lituânia.

De acordo com as forças armadas lituanas, o exercício em si irá aperfeiçoar a prontidão para movimentar forças e a integração de forças, o comando e controlo unificados e a execução de operações de defesa aérea.

A Suécia e os Países Baixos estão entre os sete países da NATO na Europa que possuem sistemas Patriot; os outros são a Alemanha, Grécia, Polónia, Roménia e Espanha, de acordo com dados fornecidos pelo Instituto Internacional de Estudos Estratégicos.

A Casa Branca anunciou na quarta-feira um pacote de ajuda militar à Ucrânia no valor de 2,1 mil milhões de euros, que inclui mísseis Patriot e outros sistemas de defesa aérea que os EUA já tinham fornecido a Kiev.

Os Patriots são o sistema mais poderoso de que a Ucrânia dispõe para se defender dos ataques aéreos da Rússia.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Maré vermelha em Madrid para receber os campeões europeus

França: coligação de esquerda vai finalmente chegar a acordo sobre um primeiro-ministro?

Comissão Europeia boicota presidência húngara devido às viagens de Orbán a Moscovo e Pequim