Ex-ditador do Chade julgado em Dakar por crimes contra a humanidade

Ex-ditador do Chade julgado em Dakar por crimes contra a humanidade
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O julgamento do ex-ditador do Chade iniciou-se esta manhã na capital senegalesa. Hissène Habré, de 72 anos, que se encontra exilado em Dakar desde

PUBLICIDADE

O julgamento do ex-ditador do Chade iniciou-se esta manhã na capital senegalesa.

Hissène Habré, de 72 anos, que se encontra exilado em Dakar desde que foi derrubado do poder em 1990, é acusado de crimes contra a humanidade, crimes de guerra e tortura.

O ex-chefe de estado, que rejeita todas as acusações e a legalidade do processo, foi forçado pela polícia a comparecer na primeira audiência do tribunal extraordinário da União Africana.

O processo deverá durar cerca de três meses, depois da acusação ter investigado as acusações contra Habré, interrogando mais de duas mil testemunhas e visitando dezenas de valas comuns.

Segundo os advogados das vítimas, o ex-presidente seria responsável pela tortura ou morte de cerca de 40 mil pessoas durante os oito anos que esteve no poder, até ao início dos anos noventa. Habré tinha sido detido em Dakar em 2013, depois de ter vivido mais de duas décadas de exílio no Senegal.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Vítimas de Hissene Habré saúdam julgamento de antigo presidente do Chade

Oposição já festeja vitória nas presidenciais do Senegal

Confrontos no Senegal após líder da oposição ser acusado de insurreição e partido dissolvido