EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Forças sírias estão a usar caças russos contra o Estado Islâmico

Forças sírias estão a usar caças russos contra o Estado Islâmico
Direitos de autor 
De  Rodrigo Barbosa com Reuters / AFP
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

As forças de Bashar al-Assad estão a usar caças recentemente fornecidos pela Rússia para bombardear posições dos extremistas do Estado Islâmico na

PUBLICIDADE

As forças de Bashar al-Assad estão a usar caças recentemente fornecidos pela Rússia para bombardear posições dos extremistas do Estado Islâmico na província de Aleppo, no norte da Síria.

A informação é avançada pelo Observatório Sírio dos Direitos Humanos, que diz que o objetivo é tentar quebrar o cerco dos “jihadistas” à base de Kweiris.

O analista político Vyacheslav Matuzov não acredita que Moscovo avance com um envolvimento militar direto na Síria; diz que “a Rússia efetuou uma mudança qualitativa no seu comportamento” mas, embora “em alguns círculos militares exista quem tenha vontade de lutar”, a Rússia “não precisa de um segundo Afeganistão”.

O chefe do Pentágono afirmou que Washington e Moscovo podem encontrar “áreas de cooperação” acerca da Síria. Barack Obama e Vladimir Putin encontram-se na segunda-feira à margem da Assembleia Geral da ONU.

O porta-voz da Casa Branca, Josh Earnest, disse que o presidente norte-americano “vai deixar claro que os esforços redobrados da Rússia para apoiar Assad são uma aposta perdedora (…) que pode amplificar a crise e não serve os interesses, nem dos russos, nem dos norte-americanos”.

Apesar de não negar o fornecimento de equipamento militar ao regime de Assad, o Kremlin nega estar a reforçar a presença militar para proteger o presidente sírio – seu aliado – e diz pretender apenas assistir na luta contra o Estado Islâmico.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Duas crianças entre os seis mortos após bombardeamentos de Assad em Idlib

Região rebelde de Idlib bombardeada após ataque em Homs

Ataque aéreo provoca várias vítimas mortais num mercado no noroeste da Síria