A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Doping pode afastar atletismo da Rússia dos próximos Jogos Olímpicos

Doping pode afastar atletismo da Rússia dos próximos Jogos Olímpicos
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A equipa de atletismo da Rússia pode ver-se excluída dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, no próximo ano, se se confirmar o megaescândalo de doping organizado.

O doping não é só um problema da Rússia, a Rússia não pode ser isolada. Este é um problema mundial.

A confirmar-se, este é o maior caso de doping patrocinado por um Estado desde a rede sistemática de dopagem de mulheres da antiga RDA.

O ministro russo do desporto, Vitaly Mutko, defende-se das acusações: “O doping não é só um problema da Rússia, a Rússia não pode ser isolada. Este é um problema mundial. Todos os países combatem este flagelo, nós também o fazemos e vamos continuar a fazer. Criámos um sistema sério de luta antidoping. Todos os anos, há cerca de dois por cento de atletas desqualificados, tal como acontece noutros países”.

Segundo a investigação da Agência Mundial Antidopagem
, foi a própria agência anti-doping russa a destruir várias amostras de sangue e urina, de vários atletas, na véspera da chegada a Moscovo dos inspetores internacionais.

Além da justiça desportiva, o caso está também nas mãos da Interpol e de uma investigação internacional liderada por um magistrado francês.