A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Breivik em tribunal para exigir menos restrições na prisão

Breivik em tribunal para exigir menos restrições na prisão
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Anders Breivik, o norueguês que matou 77 pessoas em 2011 está de volta ao tribunal. Desta vez, para reclamar de condições desumanas na prisão. O julgamento começa na terça-feira.

Breivik processou o governo norueguês, que acusa de tratamento “degradante” e censura de correspondência, em violação da Convenção Europeia dos Direitos Humanos.

O Ministério Público considera que as condições de detenção respeitam amplamente a Convenção e explica que a censura de correspondência é indispensável para evitar a criação de uma “rede extremista”.

Segundo a equipe médica penitenciária não existem indícios de que o regime de segurança máxima tenha provocado alterações na saúde mental de Breivik.

Para os familiares das vítimas e os sobreviventes, o reaparecimento do assassino nos média é inaceitável.

Em 22 de julho de 2011, Breivik matou oito pessoas ao detonar uma bomba perto da sede do governo em Oslo e 69 outras que participavam numa reunião da Juventude Trabalhista na ilha de Utoya. Decidiu matar pessoas que acusava de promoverem o multiculturalismo, .

Foi condenado a uma pena de 21 anos de prisão, uma sentença que pode ser prorrogada indefinidamente enquanto for considerado perigoso.