EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Protestos em França: Autoridades desmobilizam manifestantes do "Nuit Debout"

Protestos em França: Autoridades desmobilizam manifestantes do "Nuit Debout"
Direitos de autor 
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Ao final de 11 noites acordados, os manifestantes que ocupavam a praça da República em Paris e a praça Guichard em Lyon foram retirados pelas

PUBLICIDADE

Ao final de 11 noites acordados, os manifestantes que ocupavam a praça da República em Paris e a praça Guichard em Lyon foram retirados pelas autoridades esta madrugada. O movimento “Nuit Debout”, “noite a pé”, que nasceu dos protestos contra a reforma laboral do governo socialista, deve voltar a reunir-se esta noite.

Notre jardin, la bibliothèque, les cabanes… Vous pouvez détruire ça, mais vous ne détruirez pas nos rêves! #42marspic.twitter.com/n7aDI8N8HK

— Nuit Debout (@nuitdebout) 11 de abril de 2016

Entretanto, o primeiro-ministro Manuel Valls, reune-se esta segunda-feira com representantes dos movimentos juvenis para debater as políticas do executivo e que estão a ser contestadas nas ruas. Um manifestante explica que é “agente imobiliário” e que participa no protesto depois do trabalho e mesmo durante os intervalos que tem durante o dia”. Uma outra jovem afirma que “é uma jovem licenciada e não encontro trabalho. É complicado.
Sou engenheira biológica, estou obrigada a procurar trabalho noutra área. Fiz tudo como devia, como manda as regras e não funciona. Assim sendo, alguma coisa está mal”.

Tout ce qu'il reste des installations de #NuitDebout !

Malgré cela, la reprise dès ce soir 18H pour #NuitDebout ! pic.twitter.com/Mbj0m0mubh

— Remy Buisine (@RemyBuisine) 11 de abril de 2016

Depois do “M15” e dos “Indignados”, do “Occupy”, esta é então a versão francesa dos protestos. Desde o passado dia 30 de março, são realizadas assembleias gerais do “Nuit Debout” em várias cidades francesas. O movimento nasceu nas redes sociais e promete não desaparecer até que haja uma verdadeira reforma do país.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Caça ao homem em França depois de emboscada a carrinha celular que matou dois guardas prisionais

Encontrados restos mortais do pequeno Émile

Paris: Três feridos após ataque com faca em estação de comboio