Turquia acorda em choque

Turquia acorda em choque
De  Nara Madeira
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Istambul acordou em choque, depois dos atentados desta terça-feira.

PUBLICIDADE

Istambul acordou em choque, depois dos atentados desta terça-feira. Os jornais são duros nos títulos que escrevem. Usam palavras pouco próprias e poucas vezes lidas em meios de comunicação. Não traduzíveis.

Nas ruas os turcos partilham as mesmas opiniões sobre a tragédia. Por um lado a incredulidade, por outro a condenação:

“É um grande massacre. A Turquia não merece isto. As pessoas não deviam cometer crimes como este. Condeno-o. Não tenho mais nada a dizer”, diz um habitante de Istambul.

Mas não são só os turcos que estão chocados. Um turista egípcio, acabado de chegar a Istambul, também não compreende o crescente terror no mundo:

“O terror e a violência não são resposta a nenhum problema ou questão. Só espero, e tenho a certeza que o povo turco, tal como nós no Médio Oriente, seremos suficientemente fortes para compreender que isto não tem apenas a ver nem com a natureza das pessoas nem com o Islão”, adianta um turista.

O Presidente da República portuguesa condenou, em comunicado, “o terrível atentado de Istambul, (…) inaceitável demonstração da barbárie dos que recusam a paz, a liberdade e a democracia”. Marcelo Rebelo de Sousa apresentou “condolências à Turquia e às famílias (…) das vítimas de diversas nacionalidades”.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Responsáveis da discoteca que ardeu em Istambul detidos para interrogatório

Incêndio em discoteca de Istambul faz dezenas de mortos

Vitória da oposição é sinal de "ingratidão", dizem apoiantes de Erdoğan na Turquia